Como escrever um livro em tempo recorde?

Quanto tempo demora a escrever um livro?

Escrever um livro pode ser um dos maiores projectos da sua vida.

Pode demorar meses, se for rápido. Ou anos.

Em qualquer caso é algo sempre (um pouco) assustador. Há o medo de não o conseguir acabar, de não fazer justiça à ideia inicial, de não saber se é “suficientemente bom”.

São inseguranças normais, que afectaram (e afectam) todos os grandes escritores, sem excepção.

Há uma forma de ultrapassar estes receios: saber que eles existem e aceitar a sua existência. Desta forma não precisa de gastar energia a tentar ocultar estes ‘medos’.

Dito isto, e para abreviar o tempo necessário para escrever um livro, vamos a alguns passos obrigatórios.

Comece com um plano

Tudo começa por definir um plano.

Simples mas concreto. Com objectivos e datas. Um plano com um início, um meio e um fim. Tal como um livro.

Pode começar por determinar o dia de início e o dia de fim.

Determine o enredo

Seja uma obra de ficção ou não-ficção, procure começar pelo enredo da obra.

Este é a esteio de história que irá apresentar. De preferência a base do enredo deverá caber, no limite máximo, numa folha A4.

Estabeleça objectivos e cumpra-os

Para publicar um livro e chegar aos leitores é imprescindível escrever o livro. Este é um momento em que não irá conseguir controlar tudo mas há algo que pode controlar: os seus objectivos.

É preciso ter uma ética de trabalho, que envolve escrever todos os dias.

Todos sabemos que a maioria das pessoas que deseja escrever um livro, independentemente do seu talento, não o vai fazer.

A maioria das pessoas que deseja escrever um livro, independentemente do seu talento, não o vai fazer. Por falta de compromisso
A maioria das pessoas que deseja escrever um livro, independentemente do seu talento, não o vai fazer. Por falta de compromisso

Porquê? Porque não vai assumir esse compromisso, nem essa ética de trabalho diário.

Logo, aqui o objectivo é determinar quantas palavras vai escrever por dia e criar as condições para que isso aconteça. Seja realista e não aponte para as estrelas.

Esqueça as 1000 palavras por dia logo no início. Comece por 200 palavras por dia nos primeiros dias e, depois, se for caso disso, vá aumentando o número até se sentir confortável e capaz.

Este é um compromisso diário. Não há espaço para “hoje é um dia mau, não vou escrever”.

Este é um compromisso mínimo. Assim, se o dia correr bem, pode ir muito além das 200 palavras.

Controle a vontade de editar enquanto escreve

Acontece muitas vezes. Aquela vontade de corrigir, de alterar, de mudar algo. É o ‘autor-editor’ a combater com o ‘autor-escritor’. É uma batalha comum e que, por norma, só deve ter um vencedor durante o tempo de escrita: o ‘autor-escritor’.

O ‘autor-editor’ entra em cena apenas quando chegar o seu momento de brilhar.

Coloque de lado eventuais tentações de perfecionismo. São apenas uma desculpa.

Por isso, autorize-se a si mesmo a ‘escrever uma porcaria’. Depois, na edição, ficará excelente e pode acabar o livro em grande. Mas cada coisa a seu tempo.

Conclusão

O tempo que demora a escrever um livro depende da sua história, do seu compromisso, da capacidade de reconhecer e resolver os medos e a vontade de editar enquanto está ainda no momento da escrita.

Pode demorar diversas semanas, uns quantos meses ou alguns anos. Ou nunca, se se deixar enredar numa teia de desculpas e receios infundados.

Tudo depende de si.

Chegados aqui a questão principal é: quer publicar o seu livro? Se sim, assuma esse compromisso e vamos em frente. Comece e acabe aquilo que quer contar. O mundo precisa de ler a sua obra.

5Livros